Apresentando: Ana Cristina Quevedo!

Olá!
Fiquei muito feliz ao receber convite da Marília para colaborar aqui no blog.
Vamos falar aqui sobre o seu cãozinho de estimação, desde a chegada dele a sua casa até a velhice, dando dicas de como melhor cuidar dessa criaturinha que nos dá tanta alegria.

A decisão de ter um bichinho de estimação deve ser consciente, e não uma ação inconseqüente. A chave para uma vida saudável e feliz é reconhecer que estamos diante de uma animal, e esse deve ser tratado como tal. Parece meio óbvio, mas poucas pessoas pensam (e agem) deste jeito. Um gato, um verdadeiro felino. O cão, um cão.

O verdadeiro amor pelo animal é reconhecer sua sua identidade e individualidade.
Ou seja: tratar o animal como animal,e não como ser humano.
Todas as vezes que impedimos o animal de expressar sua sexualidade, instintividade, e de seguir seu destino como espécie e raça estaremos promovendo rompimento de seu equilíbrio energético e...adoece. A doença é desequilíbrio da força vital, elemento imaterial universal que se manifesta em todos os seres vivos, dando-lhes forma, identidade e vida.

Reconhecendo e valorizando a instintividade de nosso filhote, estamos prevenindo uma sere de enfermidades.

ALIMENTAÇÃO:

O cãozinho deve ser alimentado com ração desde os primeiros dias depois do desmame (a partir dos 45 dias de idade).

A ração aconselhada é aquela feita especialmente para filhotes. Temos no mercado uma gama de marcas diferentes, com certeza uma delas estará de acordo com suas possibilidades financeiras.

Se possível, mantenha a mesma ração oferecida pelo criador, uma vez que distúrbios intestinais são freqüentes devido ao stress.

No começo, a ração deve ser oferecida de 4 a 5 vezes ao dia em pequenas quantidades e conforme o filhote for crescendo o número de refeições vai diminuindo. A partir de 1 ano de vida, quando já é considerado adulto, ele passa a comer apenas 2 vezes ao dia.

Caso o filhote não aceite a ração, insista! Evite acostumá-lo com outros alimentos. Misturar a ração seca a uma ração úmida pode ser uma boa saída para tornar a ração mais apetitosa, mas o ideal é que ele coma apenas a ração seca.

Caso decida mudar de ração, faça de forma gradativa. Misture a ração antiga com a nova, vá diminuindo aos poucos a antiga, até que ofereça apenas a nova marca. Isso evitará que o animal tenha diarréia ou outra alteração nas fezes.

BANHOS:

Escolher um dia bem quente e...mãos a obra!

  • Dê preferência a um local sem correntes de ar;
  • Deixe tudo que vai precisar (xampu, toalhas, escova de dentes, secador, escova de pelos, etc...) próximo ao local onde será o banho. Isso evitará que você deixe o animal molhado para buscar algo.
  • Proteja os ouvidos do cão com algodão para não entrar água evitando as otites;
  • Mantenha o cão preso, para que não tenha que sair correndo pela casa atrás de um cão ensaboado;
  • Use xampus e sabonetes com pH neutro, ou próprio para filhotes;
  • Nos filhotes, use sempre água morna;
  • Aproveite o momento do banho para fazer também a higiene bucal;
  • Enxágüe bem o cão para não deixar resíduo do sabonete ou xampu;
  • Seque bem, principalmente filhotes. Se necessário, utilize um secador em temperatura média.

Procure escovar diariamente o seu animal. A escovação ajuda na remoção de pêlos mortos, sujeira, e ajuda a verificar a existência de parasitas como pulgas e carrapatos.
Em animais de pêlos longos, a primeira tosa deve ser feita a partir do quarto mês de vida.

Atenção: o filhote só poderá freqüentar o banho e tosa depois de terminado o esquema vacinal. Ele não deve ter contato com outros animais cujas condições imunológicas são desconhecidas.

VERMÍFUGOS E VACINAS:

A vermifugação deve ser feita assim que você receber seu filhote em casa.

Procure a ajuda do médico veterinário escolhido. Em hipótese alguma siga orientação dos donos de pet shop ou de “casa de rações”

As principais infecções passíveis de prevenção pela vacinação anual, pelo médico veterinário, estão anotadas no quadro a seguir.

Quadro de vacinações dos cães recém-nascido.

INFECÇÕES                       IDADE DO CÃES EM MESES
Cinomose                             2, 3 e 4
Hepatite infecciosa Canina     2, 3 e 4
Parainfluenza                        2, 3 e 4
Parvovirose                          2, 3, 4 e 5*
Leptospirose**                      2, 3 e 4
Raiva**                                4
Coronavirose                        2, 3 e 4

*Dose e esquemas a critério do médico veterinário.
**Doença transmitida ao homem.

Na próxima semana falaremos sobre pulgas e carrapatos, a educação do filhote e as principais doenças que os acometem.

Alguma dúvida? Pode me mandar por email: anaccquevedo@gmail.com que tirarei com prazer. Mas nada substitui a visita obrigatória ao veterinário mais próximo. Ele conhecerá seu cãozinho e saberá melhor do que ninguém cuidar dele!

Um beijo

Ana Cristina C. Quevedo

Categories:

10 Responses so far.

  1. Anita says:

    Adorei as dica s para nosssos pets!! Amo animais de estimação tenho váriaos de gato a cachorro rsrs

  2. Ana, minha veterinária favorita!! Tô fazendo tudo certinho e Vida tá linda e querida!! Graças a você!! Beijos

  3. Eliane says:

    Oi esse blog ta ficando cada dia mais eclético, isso é que é progresso heim Marilia.
    Cristina nossos Cães já são adultos, mas tenho sempre duvidas e fico segura ao saber que tenho alguem pra trocar ideias, gostei. Um beijão Da Eliane!!!!!!!!

  4. Olá!
    Que bom que gostaram.
    Qualquer problema, to aqui pra ajudar no que for possível

    =)

    Beijo grande

  5. Alê says:

    eu tenho uma cadelinha,Penelope!
    e parece que faço tudo direitnho de acordo com as dicas aí!
    adorei


    www.vitrinimulher.blogspot.com

  6. Ro says:

    Aninha , adorei a parte sobre bicho ser bicho.
    Detesto gente que trata como criançinha da mamãe.
    Blargh!!!
    Acho tristíssimo cachorro que só anda no colo , de roupinhas , e não pode ter contato com outros animais.
    Pronto falei!
    Fale MESMO!
    Mil beijos.

  7. Jac Bagis says:

    adorei as dicas da ana, principalmnte sobre as vacinas. tenho um casal de cachorros aqui em casa e nós temos muito amor por eles!!!

    Marilia, dê uma olhada
    http://seegratiseuquero.blogspot.com/2010/04/chegou.html

    bjs

  8. Beta says:

    Gi, seu blog tá ficando the best ein!!!
    E olha que ele já era mara!!!

    Adorei as dicas!


    bj

  9. Ai... ADOREI essa seção!!!
    Tive uma cadelinha por 2 dias (meio domingo, uma segunda e meia terça) e foi mto triste deixá-la ir embora.
    Só que eu nunca CUIDEI de cachorros e seria a primeira vez. Vou gravando as dicas daqui pra adotar com meu próximo cãozinho (que, esse sim, vai ficar comigo!)
    BJks

  10. Hestia says:

    Adorei o post e as dicas

    Eu estou louca por uma poodle ou um Pug ..

Leave a Reply

Comentários são muito bem vindos, sempre, a opinião mesmo que contrária será sempre respeitada. Porém aqueles que fugirem às regras do respeito mútuo não serão publicados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.